Vantagens Econômicas

– Aplicando fósforo líquido junto com a semeadura, é possível reduzir os custos de fertilização fosfatada de forma importante, economizando o custo dos trabalhos prévios à semeadura.
– Recarregando de forma simultânea os equipamentos de aplicação e semeadura faz-se coincidir a autonomia do tanque que contém a mistura com a autonomia da tremonha de sementes produzindo um aumento da capacidade operacional dos equipamentos.

Vantagens Produtivas

– O fósforo é um elemento que se encontra na natureza como mineral na rocha fosfórica. Este mineral é submetido a diversos tratamentos para produzir fertilizantes sólidos, sendo parte do fósforo obtido insolúvel em água. Ao contrário disso, nosso fertilizante líquido é obtido por meio de uma reação química que solubiliza em água 100% do fósforo assimilável, colocando-o imediatamente à disposição das plantas. Esta diferença faz com que o fertilizante seja menos nocivo para o solo e o fósforo esteja 100% disponível quando a planta necessitar.
– A fertilização aplicada no fundo do sulco de semeadura faz com que esta tarefa seja independente da umidade ambiente, podendo ser realizada inclusive quando a mesma seja alta, sem correr riscos de volatilização.
– Quando se aplica fósforo sólido, a porcentagem do total aplicado que está disponível é baixa (entre 2,6 e 6,8% dependendo dos fertilizantes utilizados) e a mesma varia de acordo com a qualidade da matéria orgânica do solo. Pelo contrário, nosso fósforo líquido encontra-se 100% disponível para a planta e é independente do tipo de solo onde é aplicado, permitindo portanto que se tenha certeza da quantidade de fósforo proporcionado.
– Não é preciso adicionar água para sua aplicação, mas isso pode ser feito levando em conta o efeito que pode ter a sinergia da contribuição destes dois recursos sobre a germinação e posterior crescimento das plântulas. Esta prática não afeta a aplicação nem o resultado do produto e facilita a operação na medida que o operador regula a vazão da mistura desde a cabine do trator, respeitando sempre a quantidade de litros por hectare.
– O resultado agronômico é positivo em todos os solos e em todos os plantios com resposta ao P ou ao N.